1 Timóteo

Sobre o livro

Timóteo era o colega e auxiliar mais querido do apóstolo Paulo. A mãe dele era uma judia que tinha aceitado a fé cristã, e o pai era grego (Atos 16.1-3). As duas cartas a Timóteo e a carta a Tito são chamadas de "Cartas Pastorais" por tratarem dos deveres dos "pastores" do povo de Deus, isto é, os dirigentes da Igreja.

A Primeira Carta a Timóteo previne o jovem pastor (4.12) contra as doutrinas falsas que estavam sendo espalhadas entre os cristãos. Diziam os falsos mestres (1.3) que era proibido comer certos alimentos e que casar era errado (4.3-5). Essas proibições se baseavam na idéia de que o mundo material é mau e que a salvação se alcança por meio de certas verdades que só alguns poucos privilegiados podem aprender.

Esta carta também ensina aos dirigentes da Igreja a maneira de fazerem o trabalho. E ao próprio Timóteo o apóstolo dá um conselho que serve para todos os seguidores de Jesus Cristo: "Viva uma vida de honestidade, de dedicação a Deus, de fé, de amor, de perseverança e de humildade. Combata o bom combate da fé e ganhe a vida eterna" (6.11-12).

Significados: Timóteo, Paulo, Tito, Deus, Igreja, Jesus, Cristo.

Você está lendo 1 Timóteo na edição ACF, Almeida Corrigida e Revisada Fiel, em Português.
Este lívro compôe o Novo Testamento, tem 6 capítulos, e 113 versículos.