Efésios

Sobre o livro

Na sua terceira viagem missionária, o apóstolo Paulo passou quase três na cidade de Éfeso (Atos 19.1-20.1). Essa cidade se tornou um centro importante do trabalho cristão na província romana da Ásia, que ficava numa região que hoje faz parte da Turquia.

A Carta aos Efésios foi escrita quando Paulo estava na prisão (4.1). O assunto principal da carta é o plano de Deus de "unir, no tempo certo, debaixo da autoridade de Cristo, tudo o que há no céu e na terra" (1.10). A carta não trata de nenhum problema particular dos leitores, mas fala de um modo geral do que é a Igreja e a vida cristã. E, ao contrário do que acontece nas outras cartas, no fim desta não aparece nenhuma saudação pessoal; é bem possível que a carta tenha sido escrita não somente para os cristãos de Éfeso, mas também para os de outros lugares. A falta da frase "da cidade de Éfeso" (1.1) em alguns dos melhores manuscritos gregos também indica essa possibilidade.

Na primeira parte da carta (caps. 1-3), o apóstolo fala de como os cristãos são um só povo por causa da morte de Cristo na cruz e de como o Espírito Santo lhes dá o poder de continuarem a viver em união.

Na segunda parte (caps. 4-6), ele fala da nova vida que os seguidores de Cristo têm por estarem unidos com ele. E fala também de como essa vida se manifesta nas relações que eles têm uns com os outros.

A fim de ilustrar a união do povo de Deus, o apóstolo usa três figuras a Igreja:
- A de um corpo, do qual Cristo é a cabeça (1.22-23);
- A de um edifício, do qual Cristo é a pedra fundamental (2.20-21);
- De um casal, no qual a Igreja é a esposa, e Cristo é o esposo (5.25-32).

Significados: Paulo, Éfeso, Deus, Cristo, Igreja.

Você está lendo Efésios na edição ACF, Almeida Corrigida e Revisada Fiel, em Português.
Este lívro compôe o Novo Testamento, tem 6 capítulos, e 155 versículos.