Mateus: O tesouro escondido, a pérola e a rede

44. Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo, que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.

45. Outrossim, o reino dos céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas;

46. E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.

47. Igualmente o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanha toda a qualidade de peixes.

48. E, estando cheia, a puxam para a praia; e, assentando-se, apanham para os cestos os bons; os ruins, porém, lançam fora.

49. Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos,

50. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.

51. E disse-lhes Jesus: Entendestes todas estas coisas? Disseram-lhe eles: Sim, Senhor.

52. E ele disse-lhes: Por isso, todo o escriba instruído acerca do reino dos céus é semelhante a um pai de família, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas.

53. E aconteceu que Jesus, concluindo estas parábolas, se retirou dali.

Significados: Jesus, Senhor.

Você está lendo Mateus na edição ACF, Almeida Corrigida e Revisada Fiel, em Português.
Este lívro compôe o Novo Testamento, tem 28 capítulos, e 1071 versículos.