Romanos

1. Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo):

2. Que tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração.

3. Porque eu mesmo poderia desejar ser anátema de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne;

4. Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas;

5. Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.

6. Não que a palavra de Deus haja faltado, porque nem todos os que são de Israel são israelitas;

7. Nem por serem descendência de Abraão são todos filhos; mas: Em Isaque será chamada a tua descendência.

8. Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência.

9. Porque a palavra da promessa é esta: Por este tempo virei, e Sara terá um filho.

10. E não somente esta, mas também Rebeca, quando concebeu de um, de Isaque, nosso pai;

11. Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama),

12. Foi-lhe dito a ela: O maior servirá o menor.

13. Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú.

14. Que diremos pois? que há injustiça da parte de Deus? De maneira nenhuma.

15. Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia.

16. Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece.

17. Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.

18. Logo, pois, compadece-se de quem quer, e endurece a quem quer.

19. Dir-me-ás então: Por que se queixa ele ainda? Porquanto, quem tem resistido à sua vontade?

20. Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?

21. Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?

22. E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;

23. Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou,

24. Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

25. Como também diz em Oséias: Chamarei meu povo ao que não era meu povo; E amada à que não era amada.

26. E sucederá que no lugar em que lhes foi dito: Vós não sois meu povo; Aí serão chamados filhos do Deus vivo.

27. Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.

28. Porque ele completará a obra e abreviá-la-á em justiça; porque o Senhor fará breve a obra sobre a terra.

29. E como antes disse Isaías: Se o Senhor dos Exércitos nos não deixara descendência, Teríamos nos tornado como Sodoma, e teríamos sido feitos como Gomorra.

30. Que diremos pois? Que os gentios, que não buscavam a justiça, alcançaram a justiça? Sim, mas a justiça que é pela fé.

31. Mas Israel, que buscava a lei da justiça, não chegou à lei da justiça.

32. Por quê? Porque não foi pela fé, mas como que pelas obras da lei; tropeçaram na pedra de tropeço;

33. Como está escrito: Eis que eu ponho em Sião uma pedra de tropeço, e uma rocha de escândalo; E todo aquele que crer nela não será confundido.

1. Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação.

2. Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento.

3. Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus.

4. Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.

5. Ora Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas.

6. Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo.)

7. Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo.)

8. Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,

9. A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

10. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

11. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.

12. Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.

13. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

14. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?

15. E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.

16. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?

17. De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

18. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois Por toda a terra saiu a voz deles, E as suas palavras até aos confins do mundo.

19. Mas digo: Porventura Israel não o soube? Primeiramente diz Moisés: Eu vos porei em ciúmes com aqueles que não são povo, Com gente insensata vos provocarei à ira.

20. E Isaías ousadamente diz: Fui achado pelos que não me buscavam, Fui manifestado aos que por mim não perguntavam.

21. Mas para Israel diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.

1. Digo, pois: Porventura rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum; porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.

2. Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo:

3. Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma?

4. Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal.

5. Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça.

6. Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra.

7. Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos.

8. Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje.

9. E Davi diz: Torne-se-lhes a sua mesa em laço, e em armadilha, E em tropeço, por sua retribuição;

10. Escureçam-se-lhes os olhos para não verem, E encurvem-se-lhes continuamente as costas.

11. Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação.

12. E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude!

13. Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério;

14. Para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles.

15. Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos?

16. E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são.

17. E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,

18. Não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.

19. Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.

20. Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme.

21. Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também.

22. Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.

23. E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar.

24. Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!

25. Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.

26. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades.

27. E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados.

28. Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais.

29. Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento.

30. Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles,

31. Assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada.

32. Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.

33. O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!

34. Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?

35. Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?

36. Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Você está lendo Romanos na edição ACF, Almeida Corrigida e Revisada Fiel, em Português.
Este lívro compôe o Novo Testamento, tem 16 capítulos, e 433 versículos.