1 Reis

1. Salomão aparentou-se com Faraó, rei do Egito, pois tomou por mulher a filha de Faraó, e a levou para a cidade de Davi, até que acabasse de edificar a sua casa, e a casa de Jeová e o muro à roda de Jerusalém.

2. Entretanto o povo oferecia sacrifícios sobre os altos, porque até aqueles dias não se tinha edificado casa ao nome de Jeová.

3. Salomão amava a Jeová, andando nos estatutos de seu pai Davi, exceto que ele oferecia sacrifícios e queimava incenso nos altos.

4. Foi o rei a Gibeom, para oferecer sacrifícios, porque aquele era o grande alto. Ofereceu Salomão mil holocaustos sobre aquele altar.

5. Em Gibeom apareceu Jeová a Salomão em sonho de noite. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres que eu te dê.

6. Respondeu Salomão: Tu usaste de grande misericórdia com meu pai Davi, teu servo, segundo ele andou diante de ti em verdade e justiça, e em retidão de coração para contigo; guardaste-lhe esta grande misericórdia deste-lhe um filho que se assentasse no seu trono, como hoje está.

7. Agora, ó Jeová meu Deus, tu me fizeste reinar a mim em lugar de Davi meu pai. Eu sou um menino pequenino; não sei sair nem entrar.

8. Teu servo está no meio de teu povo que escolheste, dum povo grande que nem se pode contar nem reduzir a número pela multidão.

9. Dá, pois, ao teu servo um coração dócil para poder julgar ao teu povo, e para poder discernir entre o bem e o mal; Por que quem poderá julgar a este teu povo tão grande?

10. Agradou ao Senhor esta oração, por ter Salomão pedido uma tal cousa.

11. Disse-lhe Deus: Porquanto pediste esta cousa, e não pediste muitos dias, nem riquezas, nem a vida dos teus inimigos, porém pediste entendimento para discernires o que é justo;

12. eis que faço segundo as tuas palavras. Eis que te dou um coração sábio e entendido, de modo que antes de ti não houve quem te fosse semelhante, nem depois de ti se levantará teu igual.

13. Também te dei o que me não pediste, a saber, riquezas e glória, de modo que não haverá nenhum dentre os reis semelhante a ti, por todos os teus dias.

14. Se tu andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos e os meus mandamentos, como andou teu pai Davi, prolongarei os teus dias.

15. Então despertou Salomão; e eis que era sonho. Tendo vindo a Jerusalém, pôs-se diante da arca da aliança do Senhor, ofereceu holocaustos e ofertas pacíficas e deu um banquete a todos os seus servos.

16. Vieram ter com o rei duas mulheres prostitutas, e puseram-se diante dele.

17. Disse-lhe uma das mulheres: Ah, meu senhor! eu e esta mulher moramos na mesma casa. Dei à luz um filho, estando ela comigo.

18. Três dias depois de ter eu dado à luz, também esta mulher deu à luz um filho. Nós estávamos juntas; nenhuma outra pessoa estava conosco na casa, somente nós estávamos ali.

19. Durante a noite morreu o filho desta mulher, porque se deitara sobre ele.

20. Levantando-se ela à meia noite, enquanto dormia a tua escrava, tirou-me do lado a meu filho, e deitou-o no seu seio, e a seu filho morto deitou-o no meu seio.

21. Levantando-me eu pela manhã para dar de mamar a meu filho, eis que estava ele morto; mas depois de eu o ter examinado de dia, eis que não era ele o filho que me nascera.

22. A outra mulher respondeu: Não é assim; mas o vivo é meu filho, e o morto é o teu. A primeira replicou: Não; mas o morto é teu filho, e o vivo é o meu. Assim falavam diante do rei.

23. Disse o rei: Esta diz: O que está vivo é meu filho, e o teu é o morto; e a outra responde: Não, mas teu filho é o morto, e o meu é o vivo.

24. Disse, pois, o rei: Trazei-me uma espada. Trouxeram uma espada diante do rei.

25. Dividi, disse o rei, em duas partes o menino que está vivo, e dai metade a uma e metade a outra.

26. Então a mulher, de quem era o filho que estava vivo, falou ao rei (porque as suas entranhas se lhe enterneceram por seu filho): Ah! meu senhor! dai-lhe a ela o menino que está vivo, e de modo nenhum o mateis. A outra, porém, disse: Não será ele nem meu nem teu; dividi-o.

27. Respondeu o rei: Dai a esta o menino vivo, e de modo nenhum o mateis: esta é sua mãe.

28. Todo o Israel ouviu a sentença que o rei havia proferido; tiveram medo do rei: porque viram que estava nele a sabedoria de Deus, para fazer justiça.

1. O rei Salomão reinou sobre todo o Israel.

2. Estes eram os príncipes que tinha: Azarias, filho de Zadoque, era sacerdote;

3. Eliorefe e Aías, filho de Sisa, secretários: Josafá, filho de Ailude, era o cronista;

4. Benaia, filho de Joiada, era general do exército; Zadoque e Abiatar eram sacerdotes:

5. Azarias, filho de Natã, estava sobre os oficiais; Zabude, filho de Natã, era ministro de estado, amigo do rei;

6. Abisar era mordomo; e Adonirão, filho de Abda, estava sobre os que trabalhavam forçados.

7. Salomão tinha doze oficiais sobre todo o Israel, que proviam de mantimentos o rei e sua casa: cada um tinha que fornecer mantimento para um mês no ano.

8. São estes os seus nomes: Ben-Hur, na região montanhosa de Efraim;

9. Ben-Dequer, em Macaz, Saalbim, Bete-Semes e Elom-Bete-Hanã;

10. Ben-Hesede, em Arubote; a este pertencia Socó, e toda a terra de Hefer;

11. Ben-Abinadabe, no alto de Dor, o qual tinha por mulher a Tafate, filha de Salomão;

12. Baaná, filho de Ailude, em Taanaque e Megido, e em toda Bete-Seã, que está junto a Zaretã, debaixo de Jezreel, desde Bete-Seã até Abel-Meolá, para além de Jocmeão;

13. Ben-Geder, em Ramote-Gileade; a este pertenciam as aldeias de Jair, filho de Manassés, as quais estão em Gileade, e também a região de Argobe, que é em Basã, sessenta grandes cidades com muros e ferrolhos de bronze;

14. Ainadabe, filho de Ido, em Maanaim;

15. Aimaás, em Naftali, o qual tomou por mulher a Basemate, filha de Salomão;

16. Baaná, filho de Husai, em Aser e Alote;

17. Josafá, filho de Parua, em Issacar;

18. Simei, filho de Ela, em Benjamim;

19. Geber, filho de Uri, na terra de Gileade, país de Seom, rei dos amorreus, e de Ogue, rei de Basã; e era ele o único oficial que estava nesta terra.

20. Judá e Israel eram tão numerosos como a areia que está à beira do mar; comiam e bebiam e se alegravam.

21. Salomão dominava sobre todos os reinos desde o Rio até a terra dos filisteus, e até o termo do Egito; os quais lhe pagavam tributo e o serviam todos os dias da sua vida.

22. Os víveres para a mesa de Salomão eram cada dia trinta coros de flor de farinha, e sessenta coros de farinha;

23. dez bois cevados, e vinte bois tirados das pastagens, e cem ovelhas, afora veados, e gazelas, e cabras monteses, e aves cevadas.

24. Pois dominava ele sobre toda a região e sobre todos os reis aquém do Rio, desde Tifsa até Gaza, e tinha paz por todo o derredor.

25. Em Judá e Israel habitava cada qual em segurança, debaixo da sua videira, e debaixo da sua figueira, desde até Ber-Seba, por todos os dias de Salomão.

26. Salomão tinha quarenta mil manjedouras de cavalos para os seus carros, e doze mil cavaleiros.

27. Os sobreditos oficiais, cada qual no seu mês, proviam de mantimentos o rei Salomão e todos os que chegavam à sua mesa; cousa nenhuma deixavam faltar.

28. Também levavam cevada e palha para os cavalos e ginetes para o lugar em que estava o rei, cada um segundo o seu cargo.

29. Deu Também Deus a Salomão sabedoria e entendimento em alto grau, e conhecimentos múltiplos, como a areia que está à beira do mar.

30. A sabedoria de Salomão excedia a de todos os filhos do Oriente, e toda a sabedoria do Egito.

31. Era mais sábio do que todos os homens, mais sábio do que Etã ezraíta, e do que Hemã, e do que Calcol, e do que Darda, filhos de Mahol. Correu a sua fama por todas as nações circunvizinhas.

32. Falou também três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco.

33. Tratou de todas as árvores desde o cedro que está no Líbano, até o hissopo que sai da parede; tratou também dos animais, e das aves, e dos répteis, e dos peixes.

34. De todos os povos vinham pessoas a ouvir a sabedoria de Salomão, da parte de todos os reis que tinham ouvido da sua sabedoria.

Você está lendo 1 Reis na edição TB, Sociedade Bíblica Britânica, em Português.
Este lívro compôe o Antigo Testamento, tem 22 capítulos, e 817 versículos.